As novas temporadas do Arrowverse

O Arrowverse reúne várias séries com personagens afins que ao final de cada ano vem se reunindo em crossovers. Quem curte o gênero encontra um cardápio gigante de personagens super poderosos enfrentando vários desafios. As novas temporadas desse universo já estrearam e conferimos os primeiros episódios de Arrow, The Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow. O que vem por aí?

Arrow (7ª temporada)

O Arqueiro Verde andou vacilando em temporadas anteriores, o que fez muita gente abandonar o arco e flecha e partir para outra. Os erros se acumulavam: matar personagens importantes (para depois ressuscitar), lutas coreografas, que fariam um Power Ranger morrer de vergonha, flash backs inúteis e um roteiro mais enrolado que rocambole.

A partir da 5ª temporada, a série retomou seu caráter urbano e as tramas melhoraram consideravelmente. Nada espetacular, mas já era alguma coisa. Os primeiros episódios da 7ª temporada revelaram uma narrativa bem instigante com Oliver Queen (Stephen Ammel) e seus amigos vigilantes enfrentando situações totalmente inesperadas. Além do mais, há um arco narrativo paralelo que vem em uma verdadeira crescente, dando um bom ânimo para o novo ano.

The Flash (5ª temporada)

Barry Allen é o homem mais rápido do mundo. E também é aquele que mais bagunçou as linhas do tempo. A série do Flash começou divertida e com historinhas e personagens muito legais. Mas, com o passar do tempo passou a sofrer de uma síndrome de tramas repetitivas. Parece brincadeira, mas as três últimas temporadas foram arremedos pouco criativos. Acompanhar a série virou uma daquelas rotinas que você não consegue largar.

A nova temporada (5ª) ainda não disse muito a que veio. Os primeiros capítulos colocaram o Team Flash diante de um novo vilão (que parece menos ameaçador que o da temporada anterior) e, outra vez, problemas com a linha do tempo. O seriado precisa rever o que quer da vida, pois até agora só temos mais do mesmo.  O fator positivo é que o elenco continua esbanjando carisma.

Supergirl (4ª temporada)

Se tem um detalhe que chama a atenção na série da Supergirl é o grau de ativismo do programa de TV. As histórias seguem à risca a cartilha de outros seriados da CW com a heroína enfrentando a ameaça da vez. Contudo, são as subtramas que realmente chamam a atenção por aqui.

A quarta temporada ainda está tentando dizer a que veio e está colocando as peças no tabuleiro, abordando uma discussão bastante relevante na trama. Os alienígenas (que nesse universo convivem com os seres humanos) estão sofrendo uma onda de preconceito por parte dos terrestres. Uma alegoria sobre a questão dos imigrantes. A série já tocou em outros assuntos pertinentes, como racismo e homofobia, o que já vale um olhar.

Legends of Tomorrow (4ª temporada).

As Lendas surgiram para abrigar personagens que não tinham mais espaço em outras séries. E a primeira temporada foi uma verdadeira bagunça com uma historinha bem mequetrefe. O que se imaginava é que o seriado não teria vida longa.

Ledo engano! A partir da segunda temporada, Legends of Tomorrow encontrou seu nicho trabalhando o humor escrachado e uma aventurinha bem nonsense. Com a possibilidade de viagem no tempo, os heróis passaram por todo tipo de situação, o que sempre dava um ar inusitado a cada capítulo. A nova temporada continua usando a mesma fórmula que vem dando certo, agora acrescentando o personagem Constantine, outro outsider de série cancelada. O legal de Legends é que eles são e assumem ser perdedores.