Pular para o conteúdo

(In)fidelidade com sotaque francês

Um Homem Fiel(L'homme Fidèle)

Classificação: 12 anos

Estréia: 26 de dezembro de 2018

Genêro: Drama, Comédia

Nacionalidade: França

Duração: 1h15min

Nota do crítico

Crítica

Ainda engatinhando na direção, o ator francês Louis Garrel – tido como um dos mais promissores de sua geração – aborda em seu segundo longa-metragem – Um Homem Fiel, a batida história de um triângulo amoroso. No filme, ele próprio interpreta Abel, um dos vértices de um imbróglio romântico vivido ao lado de Marianne (Laetitia Casta) e Ève (Lily-Rose Depp).

No roteiro escrito em parceria com Jean-Claude Carrière (A Insustentável Leveza do Ser), temos o jornalista Abel que, um belo dia, é deixado por Marianne, que alega estar grávida de Paul, melhor amigo do seu até então namorado. Anos mais tarde, Paul morre e o antigo casal se reaproxima. Enquanto isso, os dois têm de lidar com o ciúme do filho de Marianne e com a paixão que Ève, irmã do falecido, sente pelo protagonista desde a infância.

Abel e Marianne têm de lidar com sentimentos e consequências de ações do passado

Na lógica do poema Quadrilha, de Carlos Drummond de Andrade, temos Ève; que ama Abel; que ama Marianne; que, por sua vez, ama Paul. Mas será que amam mesmo? Esses sentimentos são testados a todo o momento e a ordem dessas relações é subvertida.

Garrel construiu um filme que mostra o quão voláteis podem ser os relacionamentos amorosos. O uso da narração em off parece querer imprimir um caráter mais subjetivo às emoções. No entanto, os sentimentos são construídos de maneira tão cínica, até mesmo desleixada, que por vezes torna as figuras centrais do enredo apáticas, algo fatal para o desenvolvimento de uma empatia pelo público.

O frescor juvenil de Ève é o contraponto à maturidade de Marianne

Em seus breve 75 minutos, o longa parece mais um experimento do que uma proposta concreta de discutir com mais profundidade os dilemas que circundam os vértices do triângulo. Tudo parece muito raso: os personagens não possuem as camadas que deveriam ter dentro do conflito que é apresentado. Ao final, fica a sensação de uma ideia que teve seu potencial desperdiçado.

Um Homem Fiel fez parte da programação do Festival Varilux de Cinema Francês 2019, que esteve em cartaz na rede Cinépolis, no Natal Shopping.

Notas

Média