Curta “Quando as Coisas se Desmancham” é lançado em Natal

O mais novo curta-metragem do cineasta potiguar Aristeu Araújo será lançado em Natal no dia 28 de fevereiro. “Quando as Coisas se Desmancham” será exibido na Una Casa, às 19h30, com entrada gratuita e presença da equipe. Com produção da Casu Filmes, o curta foi realizado a partir do edital Cine Natal e permanece inédito na capital potiguar. Para complementar a sessão, também serão exibidos outros dois filmes ainda não vistos na cidade, “Por que Corro?” e “Com Todo Amor de que Disponho”, ambos dirigidos pelo cineasta, mas realizados em Curitiba, cidade onde vive.

Em seus 21 minutos, “Quando as Coisas se Desmancham” conta a história de Ana, uma adolescente que retorna a Natal para se reaproximar do pai que está com a doença de Alzheimer. Nesse meio tempo, Ana se prepara para as provas do ENEM, dá seus primeiros passos nas artes e se pergunta sobre quais caminhos seguir. Há uma relação clara entre a degradação de um, o florescimento de outro e a busca pelas memórias.

O filme, que foi rodado no final de 2017 e finalizado em 2018, no momento faz carreira em festivais, já tendo sua estreia mundial no 6º Noida International Film Festival, na Índia.

O projeto envolveu uma equipe de mais de vinte pessoas, sendo a maioria formada por natalenses. Ana é interpretada pela atriz e dramaturga Fernanda Cunha. Ela também é mestranda em artes cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O Pai fica a cargo de Geraldo Maia, que atua como ator, diretor, jornalista, poeta, humorista, dramaturgo, produtor e apresentador de TV. No seu currículo constam participações nos filmes “For All”, “Maria a Mãe do Filho de Deus” e “Pedro”, todos longas-metragens de grande público. Ele ainda tem pós-graduação em Madri em Drama Grego Antigo e é pesquisador, roteirista, dramaturgo e ator no grupo Cafundó.

O elenco ainda conta com Isadora Gondim e Clotilde Tavares. Isadora vive a personagem Heloísa, amiga de Ana. A atriz é formada em Teatro, na UFRN, e hoje vive em São Paulo, onde estuda atuação e direção de cinema. Já Clotilde Tavares encarna Dona Jussara, a cuidadora. Embora dispense apresentações, Clotilde é escritora, dramaturga, atriz, professora de teatro e pesquisadora em cultura popular. Já publicou mais de 40 títulos entre peças teatrais, livros e folhetos de cordel.

A preparação de elenco é de Henrique Fontes, sócio fundador do Centro Cultural Casa da Ribeira e integrante do grupo Carmin de teatro. O grupo recentemente ganhou o prestigiado Prêmio CESGRANRIO com a peça “A Invenção do Nordeste”.

OS OUTROS FILMES

Além do curta “Quando as Coisas se Desmancham”, serão exibidos os filmes “Por que Corro?”, realizado em 2011, e “Com Todo Amor de que Disponho”, de 2015.

“Por que Corro?” é um filme de três minutos filmado originalmente em Super 8 e em tomada única (ou seja, sem edição posterior, com montagem feita no momento da filmagem). O curta foi ganhador dos prêmios de Melhor Filme em Tomada Única e Melhor Montagem no Festival Internacional de Super8 de Curitiba. O curta também angariou o prêmio de melhor Filme Experimental no 4º Festival Internacional de Cinema Independente Kino-olho (FIIK).

“Com Todo Amor de que Disponho” é um filme de estrada realizado entre Curitiba e Foz do Iguaçu que conta a história de Luiz, um homem que em uma viagem encontra uma carta misteriosa. O curta foi rodado com cerca de oito mil reais provindos de financiamento coletivo. Recebeu Menção Honrosa no Tlanchana Fest, no México.

O DIRETOR

Aristeu Araújo é cineasta, jornalista e crítico de cinema. Se mudou de Natal para o Rio de Janeiro em 2003 para estudar cinema na Universidade Federal Fluminense (UFF) e hoje está radicado em Curitiba, no Paraná. Já dirigiu oito curtas-metragens, e é também curador de mostras e festivais. Ultimamente tem atuado principalmente como montador de cinema, trabalhando em diversos projetos de longa e curta-metragem. Seu curta “Naquela Noite Ele Sonhou com Um Mar Azul” (2010) foi exibido em diversos festivais no Brasil e no exterior, tais como o Festival de Brasília, o Festival de Havana (Cuba) e o Festin (Portugal).

SERVIÇO

Lançamento do curta “Quando as Coisas se Desmancham

+ exibição dos filmes “Por que Corro?” e “Com Todo Amor de que Disponho”

Local: Una Casa – Rua Cabo de Bacopari, 2113, Ponta Negra

Entrada Gratuita

Informações: 84 8881-8828 (Dênia Cruz) ou aristeuaraujo@gmail.com